Aguarde! Carregando...
Aguarde! Carregando...
X

O Tabuleiro

  • Dólar Comercial R$ 3,261 Dólar PTAX800 R$ 3,278
  • 19-11-2017 | 15:41h

ILHÉUS: EMBARGO DA USINA ASFÁLTICA FOI NECESSÁRIO, AFIRMA SUPERITENDENTE

  • 01
  • ★★★★★

O Superintendente de Meio Ambiente do municipio, Emílio Gusmão afirmou na manhã de hoje durante edição do programa O Tabuleiro, apresentado pelo comunicador Vila Nova que o embargo da Usina Asfáltica foi necessário porque seu funcionamento poderia trazer danos irreversíveis ao manancial do Iguape, responsável por abastecer 75% da cidade de Ilhéus.

“Para descontaminar um lençol freático é caríssimo, o município jamais teria condições de fazer uma medida mitigadora como essas. Nós nos preocupamos com o bem estar dos cidadãos ilheenses e sobre tudo com o manancial do Rio Iguape”, disse Gusmão.

De acordo com o superintendente  o Conselheiro advogado Vinicíus Brilha que representa o sindicato rural de Ilhéus,  foi quem fez a denúncia inicialmente contra a Usina Asfáltica ao CONDEMA, pedindo que a Superintendência verificasse a situação.  Após verificação foi constatado que o lodo de cimento asfáltico estava sendo jogado no solo e que a CMA Comercial Ltda, empresa responsável, não continha as licenças necessárias para continuar sua operação. Por isso a Superintendência realizou o embargo da usina provisoriamente  solicitando à empresa que regularizar-se a situação.

Ainda conforme Gusmão o responsável pela empresa CMA, argumentou que como o equipamento pertencia ao município, o município que deveria apresentar licença ambiental, o que gerou uma demora na obtenção da licença. O laudo técnico contratado por fim pela CMA comprovou que a usina não causaria tanto impacto como o inicialmente averiguado.

Erro na Linha: #2 :: Undefined variable: comment_status
/home/otabulei/public_html/_cdn/comments/comments.php

Notícias Relacionadas

Notícias Relacionadas