Aguarde! Carregando...
Aguarde! Carregando...
X

O Tabuleiro

  • Dólar Comercial R$ 3,149 Dólar PTAX800 R$ 3,141
  • 25-09-2017 | 15:34h

PRISÃO DE LULA NÃO FOI DECRETADA POR “PRUDÊNCIA”, DIZ MORO

O juiz Sergio Moro condenou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a nove anos e meio de prisão, contudo ele irá responder o processo em liberdade. Lula foi condenado pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro no caso do triplex, no Guarujá (SP), mas Moro diz ter achado “prudente” não decretar a reclusão do ex-presidente.

“Considerando que a prisão cautelar de um ex-presidente da República não deixa de envolver certos traumas, a prudência recomenda que se aguarde o julgamento pela Corte de Apelação antes de se extrair as consequências próprias da condenação”, afirmou o juiz.

Moro ainda chegou a dizer que a prisão preventiva foi cogitada, pois Lula teria intimidado juiz, Procurador da República e delegado, no entanto, optou por aguardar novos julgamentos.

“(…) tem ele [Lula], orientado por seus advogados, adotado táticas bastante questionáveis, como de intimidação do ora julgador, com a propositura de queixa-crime improcedente, e de intimidação de outros agentes da lei, procurador da República e delegado, com a propositura de ações de indenização por crimes contra a honra. (…) Essas condutas são inapropriadas e revelam tentativa de intimidação da Justiça, dos agentes da lei e até da imprensa para que não cumpram o seu dever”, escreveu Moro.

Deixe seu comentário para PRISÃO DE LULA NÃO FOI DECRETADA POR “PRUDÊNCIA”, DIZ MORO

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR ESTE POST! Deixe agora o Seu Comentário :)
Avalie Este Conteúdo: 1 2 3 4 5
[Aguarde, Buscando Dados!]

Notícias Relacionadas

Notícias Relacionadas