Aguarde! Carregando...
Aguarde! Carregando...
X

O Tabuleiro

  • Dólar Comercial R$ 3,326 Dólar PTAX800 R$ 3,317
  • 27-06-2017 | 16:00h

LIBERDADE RELIGIOSA NÃO DEVE SIGNIFICAR DESRESPEITO

LIBERDADE RELIGIOSA NÃO DEVE SIGNIFICAR DESRESPEITO

Por Verbena Córdula*

Diferentemente do que ocorre com o voto – que não é um direito, e sim uma obrigação –, no Brasil cada pessoa escolhe seguir uma religião, ou não seguir a nenhuma. Isso é bom porque as pessoas ficam livres para escolherem se frequentam ou não templos religiosos; se ouvem ou não pregações, sermões, cultos, etc.. No entanto, essa liberdade vem sendo desrespeitada por certos membros de algumas religiões que invadem espaços públicos – tais como ônibus, pontos de ônibus, vias públicas, entre outros – e começam a pregar; aliás, começam a gritar, obrigando a todos e a todas que ali estão a ouvirem seus sermões.

Ora, uma pessoa que queira ouvir o sermão, a pregação, ou participar de algum culto religioso deve ela mesma procurar um dos muitíssimos templos espalhados por todas as cidades, e até mesmo zonas rurais do País. Quem não deseja ouvir não deve ser abrigado. Isso é falta de respeito.

As pessoas que gostam de pregar nas vias públicas ou no transporte público, professando a sua fé religiosa, estão desrespeitando o direito de muitas outras pessoas. O transporte público, a via pública não são templos. E lugar de fazer sermão, de pregar é no templo. Liberdade religiosa não deve ser confundida com desrespeito.

* Verbena Córdula é Doutora em História e Comunicação no Mundo Contemporâneo.  

* Ouça:

Notícias Relacionadas

Notícias Relacionadas

Lixo em Ilhéus para onde vai?

Política

Em nosso município de forma participativa, elaboramos a Lei de [+]