Aguarde! Carregando...
Aguarde! Carregando...
X

O Tabuleiro

  • R$ Dólar Comercial R$ Dólar PTAX800
  • 26-05-2018 | 14:41h

O Homem também sofre assédio sexual

O Homem também sofre assédio sexual

Em conversa com um amigo, ele me indicou uma pesquisa feita em Lisboa, desenvolvido por uma equipe do Centro Interdisciplinar de Estudos de Gênero do Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa, liderada pela cientista Anália Torres, onde nos fala que, mais de 1,5 milhões de pessoas, são vitimas de assédio moral ou sexual no seu trabalho. Claro que o estudo nos dá um recorte do que acontece em Portugal, no entanto o que me surpreendeu foi a que mais de 30% desses um milhão e meio, o assédio é, também, dirigida ao homem. Percebi, que os homens quando são alvo de assédio sexual no trabalho, ficam mais passivos do que as mulheres: os homens não sabem como reagir e muitos deles preferem fingir que não está acontecendo. O estudo realizado, também descobriu, que até a 25 anos atrás, os assédios no ambiente laboral, não abrangiam os homens como vitimas.

Sabemos que o assédio sexual e moral continua atingindo as mulheres, no entanto notamos que ao longo deste quarto de século, a mulher começou a denunciar publicamente os constrangimentos sofridos no seu local de trabalho, o que não acontece com os homens, que preferem permanecer em silêncio diante da situação. No estudo pudemos observar que 52% das mulheres demonstram imediatamente a sua indignação com a situação apresentada, enquanto apenas 31% dos homens o faz. Acontece que a maioria dos homens levam a coisa na brincadeira e faz de conta que não percebem o que está ocorrendo.

Uma das explicações que mais foi ouvida, no estudo feito, é a preocupação que o homem tem, em manter o seu emprego. Uma preocupação maior do que os das mulheres. No entanto 73% dos homens falaram, que delatar que estão sendo vitimas de assédio no trabalho, principalmente se a chefe for uma mulher, pode ser entendido, pelos amigos, como uma manifestação de fraqueza, o que pode afetar a sua masculinidade e até mesmo a sua sexualidade, passando a ser alvo de escárnios, piadas, por parte de outras pessoas. O que percebi, no estudo, é que no caso dos homens, o assedio, nem sempre vem do seu superior hierárquico ou de alguma chefia superior, no caso dos assedio ao sexo masculino, os assédios está mais dispersos, e podem vir de colegas em vários níveis.

A autora do estudo sinaliza, que em 1/4 das situações que ela identificou através das pessoas entrevistadas, é que mesmo fazendo de conta que nada está acontecendo, os assediados, sofrem com a situação, o que provoca muita tensão, estresse, e pouca vontade de voltar ao trabalho. O que posso falar para os homens que estão passando por esse tipo de situação é o seguinte: não se sintam culpados, crie provas contra a pessoa, escreva uma carta ao assediador (seja homem ou mulher) e envie pelo correio, ou passe um e-mail, não apague mensagens, nem os áudios recebidos, não ignore um assedio na esperança que seja algo passageiro, isso pode se tornar uma obsessão e ser muito pior. Proteja-se, você é homem, e não precisa passar por constrangimento para provar quem você é.

Deixe seu comentário para O Homem também sofre assédio sexual

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR ESTE POST! Deixe agora o Seu Comentário :)
Avalie Este Conteúdo: 1 2 3 4 5
[Aguarde, Buscando Dados!]

Colunas de Maria Reis Gonçalves (Tia Nem)

Maria Reis Gonçalves (Tia Nem)
Maria Reis Gonçalves (Tia Nem)

Psicóloga formada na Faculdade Salesiana de Vitória.

A fofoca provoca a desunião!

Política

A Fofoca e a desunião estão intimamente ligadas e, terminam [+]