Aguarde! Carregando...
Aguarde! Carregando...
X

O Tabuleiro

  • Dólar Comercial R$ 3,236 Dólar PTAX800 R$ 3,224
  • 24-01-2018 | 01:49h

Os Terroristas!

Os Terroristas!

Quando se fala a palavra terrorista, a primeira imagem que vem à nossa cabeça é a de um homem-bomba que morre em nome de um deus que, com certeza, não é Alá. Eles podem até dizer que é, mas Deus não deseja a morte de milhares de inocentes em nome de uma causa.

Embora o terrorismo esteja associado a uma série de ataques localizados a elementos ou instalações de um governo ou da população governada, quero falar aqui de um outro tipo de terrorista que não usa a violência física, mas, a psicológica. Afinal, para alguns especialistas existem centenas de definições para a palavra terrorismo e como não existe um conceito amplamente aceito e não se trata de um fenômeno entendido da mesma forma, trago aqui meu conceito de terrorista, independente do contexto histórico, social, cultural e político. E, mais precisamente dos terroristas ilheenses. Sim, eu disse, ilheenses. Mas garanto que existem muitos deles espalhados por todas as cidades brasileiras. Uns são terroristas porque gostam de ser, querem ver o circo pegar fogo, a vaca ir para o brejo, a cobra fumar! Outros, são os chamados terroristas de ocasião ou de oportunidade, repassam a bomba, leia-se: boato, sem checar a fonte.

Quer exemplo de um terrorista clássico? É o terrorista boateiro. Se especializa em criar boatos, com riqueza de detalhes, para o ouvinte acreditar no que ele diz. Consegue até cúmplices para confirmar suas histórias.

Outros terroristas se misturam nos fake news da vida e saem espalhando notícias falsas a torto e a direito. Não estão nem aí. Tem também os terroristas culturais. Estes, diferente dos boateiros, são contra tudo que pareça ser burocrático. Acham que editais só servem a um grupo, que descentralização de recursos é piada e que política pública é conto da carochinha. Nunca participou de uma seleção de projetos porque acha que quem vai ganhar são sempre os mesmos. Vive exigindo marcos legais, transparência, participação e quando acontece diz que tudo foi criado para beneficiar quem faz parte do sistema. Constroem argumentos vazios, possuem projetos eternos que nunca saem de um número, mas sonham por uma “boquinha” no poder para fazer tudo que eles criticavam.

Terroristas são, sem nenhum medo de errar, pessoas egoístas, centralizadoras, bipolares, invejosas, ciumentas, despreparadas, psicóticas, lunáticas, loucas. Terrorista só pensa na coletividade quando a sua ação atinge todos. Portanto, seu objetivo é simplesmente eliminar. Não existe terrorista bom. Todos, sem exceção, são, em sua essência, maus.

E aí, você é um terrorista?

Deixe seu comentário para Os Terroristas!

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR ESTE POST! Deixe agora o Seu Comentário :)
Avalie Este Conteúdo: 1 2 3 4 5
[Aguarde, Buscando Dados!]

Colunas de Pawlo Cidade

Pawlo Cidade
Pawlo Cidade

Pawlo Cidade é escritor e ativista cultural. E-mail [email protected]

Malhado

Política

Malhado nasceu manso. Era desses bezerros que comia na mão, [+]